Header DPV 01

Santa Casa de Misericórdia de Santarém

SOLIDARIEDADE SOCIAL D. PEDRO V

Santa Casa de Misericórdia de Santarém

Parceria, na qualidade de parceiro privado, para candidatura da SCMS ao Portugal 2020, para financiamento do projeto D’AR-TE em área geográfica no centro do País, com base em Santarém.

Este projeto tem como objetivo o despiste e resolução precoce de comportamentos agressivos geradores de violência infantil e juvenil, de crianças em casas de acolhimento e na relação com as respetivas famílias.

O projeto D’AR-TE, promovido pela Santa Casa da Misericórdia de Santarém, mereceu financiamento no âmbito do programa Capacitação para o Investimento Social, sendo agora candidato à medida Parcerias para o Impacto, ambos instrumentos de financiamento do Portugal 2020. Por via da iniciativa pública nacional o Portugal Inovação Social pretende contribuir para a dinamização de Iniciativas de Inovação e Empreendedorismo Social (IIES) em Portugal.

A IIES D’AR-TE tem como base a perspetiva bio ecológica de Bronfenbrenner/Modelo Sistémico, propondo-se criar uma resposta inovadora, na medida em que promove a estimulação da criança e do jovem, de forma direcionada, visando a edificação holística do indivíduo através da prática do judo, de diversas formas de manifestação artística (teatro, pintura, música, etc.) e de interação com ferramentas de realidade virtual.

Propõe-se, portanto, D’AR-TE (à criança e ao jovem) novas condições e capacidades para promover o seu desenvolvimento pessoal.

Ao longo dos 3 anos de implementação do projeto D’AR-TE, serão promovidos espaços de partilha com outras Casas de Acolhimento do Distrito de Santarém com o objetivo de disseminar pontos fortes e será criado e desenvolvido o Manual de Boas Práticas da IIES, para que possa ser partilhado pelas restantes entidades que operam as valências de CAT e LIJ no território nacional.

O projeto pretende também participar em congresso nacional e/ou internacional, na área de infância e juventude e publicar um artigo numa revista científica com revisão de pares e como fator de impacto. No final, concluída a disseminação que se propõem realizar, os resultados do projeto deverão beneficiar a totalidade da população que em Portugal se encontra abrangida pelas valências CAT e LIJ.

https://scms.pt/